robertocamarajr/ Novembro 1, 2019/ Análises, Blog/ 0 comments

 

Curioso. Nos últimos anos, os podcasts estão ficando mais curtos.

Uma rápida olhada em qualquer agregador de podcasts nos mostra, sem sombra de dúvidas, que os programas de sucesso vêm em uma ampla variedade de estilos, formatos e claro, tamanhos.

Por exemplo, episódios que ultrapassam a marca das três horas é uma constante no já conhecido Podcast de política internacional, Xadrez Verbal. Por outro lado, o Petit Journal, brasileiríssimo apesar do nome, apresentado pelo professor de Relações Internacionais, Tanguy Baghdadi e pelo economista Daniel Souza encontra um público fiel que prefere algo mais direto e rápido, com episódios curtos que raramente ultrapassam a marca dos 20 minutos. Isso mostra. claramente, que não existem regras no que diz respeito à duração do podcast.

Mas com isso dito escrito, nos últimos anos tem surgido uma tendência interessante: os podcasts estão ficando mais curtos. Cada vez mais podcasters estão optando por conteúdo de formato mais curto ao lançar um novo programa.

Assim, antes de começar a planejar uma maratona de cinco horas ouvindo cinco episódios, vamos dar um passo atrás e explorar o que está atrasando o relógio em comprimentos médios de podcast.

Os números mostram que os podcasts estão ficando mais curtos

De acordo com uma análise de mais de 10 milhões de episódios de podcast, a duração média do podcast foi de 38 minutos e 42 segundos. Em outras palavras, metade de todos os podcasts são maiores que isso e a outra metade é mais curta.

“Em média, os podcasts têm 38 minutos e 42 segundos de duração”

Informações interessantes foram reveladas quando a duração média do podcast foi traçada ao longo do tempo. De 2005 a 2014, a duração média do episódio aumentou lentamente. Ele se estabilizou até 2017, mas nos últimos dois anos têm apresentado uma leve tendência de queda.

Então, por que os podcasts estão ficando mais curtos? Bem, há quatro fatores principais que podem estar em jogo:

 

A competição está esquentando

Com o boom da mídia, centenas de novos podcasts estão surgindo a cada semana. É uma quantidade enorme de áudio disputando um número finito de ouvidos. Com os ouvintes agora mimados pela escolha, eles estão se tornando cada vez mais seletivos sobre quais novos podcasts estão dispostos a se arriscar. Afinal, geralmente é necessário um investimento significativo de tempo e atenção para se entender um novo programa.

Vamos imaginar que você é um ouvinte em busca de um novo podcast. Depois de pesquisar um pouco no Google e passar algum tempo passando os olhos no seu agregador, você reduz suas escolhas a dois candidatos. Ambos oferecem conteúdo semelhante e som promissor. Mas um tem uma duração média de episódio de 2 horas, enquanto o outro fica bem em 25 minutos por episódio. Com qual deles você vai?

Aposto que você, muito provavelmente, vai escolher o mais curto. Desta forma, o tempo que levaria para ouvir apenas um dos episódios mais longos você pode ouvir quatro escolhendo o mais curto. Frequentemente, quando é apresentada uma escolha entre dois podcasts semelhantes, os ouvintes estão optando pela opção mais curta. Os produtores agora estão entendendo isso, que é uma das principais razões pelas quais os podcasts estão ficando mais curtos.

Finalmente, com a entrada do Spotify no mercado de Podcasts e a possibilidade de incluir programas em suas playlists, misturando-os com música. Produtores logo perceberam que podcasts mais curtos eram mais escolhidos para tais listas e que o ouvinte as estava transformando em uma espécie de Estação pessoal de rádio, alternando músicas com assuntos de seu interesse.

Custos de produção crescentes

Detalhes de um microfone

Podcasters tiveram que subir o nível dos seus programas

Aqueles que participavam de podcasting antes do boom podiam manter os custos de produção muito baixos, se quisessem. Eles poderiam se dar bem com a produção e a qualidade de áudio razoáveis, porque os primeiros usuários de podcast ainda estavam dispostos a relevar isso em razão de um conteúdo que os interessasse.

Porém, à medida que empresas como a Globo entraram no mercado e passaram a investir em programas altamente produzidos, com uma qualidade de áudio bem melhor do que a grande maioria dos podcasters mais antigos, mudou o que os ouvintes esperavam. Produções descuidadas com áudio crepitante agora se destacam negativamente na podosfera. Hoje, poucos ouvintes de podcast estão dispostos a tolerar a baixa qualidade da produção. Com isso, os podcasters tiveram que subir coletivamente o nível das suas produções.

Acontece que, não é segredo que uma boa produção custa dinheiro. Em comparação com cinco anos atrás, é muito provável que o custo por minuto associado à criação de um novo programa de sucesso tenha aumentado significativamente. Para aqueles que operam com um orçamento apertado (ou mesmo nenhum), isso criou uma preferência por programas mais curtos.

Oportunidades crescentes para geração de receita

Um relatório do Interactive Advertising Bureau (IAB) e da PwC estimou que a indústria de podcasting deve produzir mais de US $ 1 bilhão em receita publicitária até 2021. Como podem ver, não é surpresa que a maioria dos produtores esteja fazendo o que pode para tentar obter uma fatia maior do bolo. E isso geralmente significa criar episódios mais curtos.

A lógica aqui é direta. Enquanto os números de ouvintes permanecerem consistentes, os editores de podcasts populares poderão obter mais receita com anúncios, liberando um número maior de episódios mais curtos. À medida que o público cresce e mais dinheiro flui para o setor, provavelmente veremos um grande aumento no número de podcasts que ocupam a categoria abaixo de 30 minutos.

Todo mundo quer uma fatia maior o bolo

bolo de chocolate com fatia cortada

Tem um pedaço para mim?

Quanto tempo devem durar meus episódios?

Os podcasts mais bem-sucedidos e mais longos (> 1 hora) existentes hoje estão aí há muito tempo. Eles tiveram que trabalhar duro por anos para ganhar um lugar ao sol na vida de seus ouvintes.

Portanto, se você está apenas começando um podcast novinho em folha, geralmente é melhor ser humilde e não exigir grandes quantidades de tempo de seus ouvintes imediatamente. Porque assim, é mais provável que eles o escolham quando tiverem mais de uma opção, principalmente dentro de um mesmo nicho de assunto.

Concentre sua atenção na qualidade, não na quantidade. Uma ótima produção e conteúdo cuidadosamente elaborado, que soa bem aos ouvintes, é o verdadeiro caminho das pedras para o sucesso.

Se seus ouvintes quiserem episódios mais longos, eles informarão seus comentários. Você pode estender gradualmente a duração do episódio ao longo do tempo com base na demanda do ouvinte.

A dica mais importante, porém – e nunca se esqueça disso – é: deixe-os sempre querendo mais!

Share this Post

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>
*
*

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.